13 de maio de 2015

Relatório: pelo menos 5.000 católicos Morto por Boko Haram na Nigéria




Mais de 5.000 católicos em uma diocese foram mortos por militantes do Boko Haram, de acordo com um novo relatório. Além disso, 100 mil católicos foram forçados a sair de suas casas devido à violência Boko Haram na área.
O relatório, intitulado "Relatório da situação sobre as atividades da Boko Haram na Diocese Católica de Maiduguri", disse que 350 igrejas católicas foram atacadas na região. Cerca de 7.000 mulheres na diocese perdeu maridos e 10.000 crianças são órfãos devido à violência Boko Haram, Christian Today relata.

O grupo terrorista também ocupou centros paroquiais e centros de capelania que já foram operados pela Igreja.

Pai Gideon Obasogie, diretor de comunicações sociais da diocese de Maiduguri, disse, "As pessoas estão com muito medo e aqueles que são capazes de voltar para casa encontrar não há mais nada."

"Uma vida vivida com muito medo é terrível", ele continuou.

Os católicos da região enfrentam terrível perseguição, mas Obasogie manteve que ele estava segurando a fé durante os tempos difíceis.


"O bom Deus tem sido sempre do nosso lado. Ele viu-nos através de grossas e finas. Nossa fé foi purificado através de perseguição", disse ele.