9 de maio de 2015

Pastor Marco Feliciano entra com representação contra ateus que queimaram uma Bíblia, no Acre



Programa Superpop com a participação do Pastor Marco Feliciano irá ao ar nesta segunda-feira (4)
Após o episódio polêmico, ocorrido dura o “4º Encontro Nacional de Ateus”, na Universidade Federal do Acre (UFAC), no qual um exemplar da Bíblia Sagrada foi queimado, o deputado federal pastor Marco Feliciano (PSC-SP) denunciou o ato desrespeitoso à Polícia Civil do Estado e também à Polícia Federal.
O parlamentar lamentou a atitude dos estudantes que participavam do evento, em um local público e que também tenha contado com o apoio de um partido político.
"É inacreditável que fato tão lamentável em si mesmo, tenha ocorrido em Próprio Público de uma Universidade Federal, com usos de cartazes com o logotipo de Partido dos Trabalhadores, pois, o organizador explica esse procedimento por ter tido o apoio desse Partido Político", disse em uma postagem feita em sua página oficial do Facebook.
A atitude foi citada pelo deputado como, além de um grande desrespeito, criminosa e que não poderia ser justificada sob o argumento da 'liberdade de expressão'.
"Como pode um espaço cultural que é o de uma Universidade ser entregue a um boçal que faz tal afirmação se esquecendo que vilipendiar símbolo religioso é crime, portanto se sua teoria fosse aplicada de forma analógica, um artista no palco poderia cometer qualquer tipo de crime em nome de uma absurda ilimitada liberdade artística", argumentou.
Feliciano também afirmou que, como pastor, tem colocado esta situação em suas orações, pedindo que o Estado do Acre seja atingido pela Graça de Deus.
"Lembrando a minha condição de Pastor pedindo a Deus que ilumine essas mentes com a luz do conhecimento que liberta e derrame as mais especiais bênçãos dos Céus sobre todo Povo do lindo Estado do Acre", escreveu.