15 de maio de 2015

Líder supremo do Irã alerta: 'Temos permissão divina para destruir Israel'




Ali Khamenei, líder supremo do Irã.
Um representante oficial de Ali Khamenei, líder supremo do Irã, afirmou que seu governo tem o direito divino de aniquilar Israel, de acordo com informações de Al Arabiya nesta terça-feira (12).
"O governo da República Islâmica do Irã tem permissão divina para destruir Israel", disse Mojtaba Zolnour, representante de Khamenei na Guarda Revolucionária. Segundo Zolnour a permissão é dada pelo "nobre Alcorão", e acrescentou que "mesmo se o Irã desistir de seu programa nuclear, a determinação deste país para destruir Israel não vai enfraquecer."
Esta não é a primeira vez que representantes políticos ou militares do Irã ameaçam Israel com a destruição. O Irã levantou o espectro de "varrer Israel da existência", quando Ruhollah Khomeini tomou o poder no país em 1979. O ódio de Khomeini pelo país foi amplificado pelo desenvolvimento militar e econômico de Israel, que foi se expandindo nas regiões iranianas.
Talvez o mais famoso, o ex-presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, pediu repetidamente que Israel fosse "varrido do mapa" em 2005. Porém em discurso recente, em março deste ano, o general Mohammad Reza Naqdi disse que "varrer Israel do mapa não está em negociação."
Para complementar suas ações, o Irã financia grupos terroristas do Hamas e Hezbollah, que são ideologicamente contrários à existência de Israel.