3 de maio de 2015

Idoso de 101 anos é resgatado com vida de escombros no Nepal




Criança pede ajuda em área devastada por terremoto no Nepal (Foto: AP/ Manish Swarup)
Um idoso de 101 anos foi resgatado com vida entre os escombros de uma casa no Nepal uma semana após o forte terremoto que causou destruição no país, informou a polícia local neste domingo (3). O tremor de magnitude 7.8 atingiu o país no dia 25 de abril.

Funchu Tamang foi resgatado no sábado com ferimentos leves e levado de helicóptero ao hospital do distrito, afirmou à AFP o oficial da polícia local Arun Kumar Singh.

"A situação é estável", disse Singh em Nuwakot, localidade que fica 80 km ao noroeste de Katmandu.

"Tem ferimentos no tornozelo esquerdo e em uma das mãos. A família está ao seu lado", completou.
O governo local também informou neste domingo que outras três pessoas que estavam soterradas há oito dias foram retiradas com vida dos destroços de sua casa por equipes de resgate no Nepal. O caso aconteceu no distrito de Sindhupalchowk, ao nordeste da capital Katmandu e uma das áreas mais afetadas pelo tremor no país.

Segundo as autoridades locais, os dois homens e a mulher foram levados para um hospital. Não há informações sobre seu estado de saúde.

Apesar da boa notícia, equipes de resgate acharam também neste domingo 50 corpos em uma popular trilha de trekking no distrito de Rasuwa, que foi atingida por uma avalanche após o terremoto. Algumas das vítimas eram estrangeiros.

egundo Ganga Sagar Pant, diretor da associação das agências de trekking do Nepal, a vila de Langtang foi totalmente destruída pela avalanche. “Tudo o que sobrou foram pertences como malas e casacos. Todas as casas foram derrubadas. Nada sobrou. Não acredito que alguém possa sobreviver a isso”, afirmou.

A vila fica em uma popular trilha e tem 55 casas que recebem estrangeiros. Ainda não se sabe quantas pessoas estavam no local no momento da avalanche. Os corpos ainda não foram identificados. Estima-se que até 100 estrangeiros ainda estejam desaparecidos.

O número total de mortos no tremor já chegou a 7.040 mortos, além de 14.123 feridos. Apesar disso, o balanço de vítimas definitivo será "muito maior", advertiu neste domingo o ministro nepalês das Finanças.

"Há vilarejos aos quais ainda não conseguimos chegar, mas sabemos que todas as casas foram destruídas", disse Ram Sharan Mahat.