12 de maio de 2015

Degelo em parque provoca caça a baú de ouro escondido por milionário excêntrico




Rocky Mountains

Normalmente, a região das Rocky Mountains (no Estado americano do Novo México) recebe turistas que fazem caminhadas e trilhas em busca de paisagens deslumbrantes. Mas nessa época do ano, quando a neve começa a derreter, o lugar fica tomado por "caçadores de tesouro".


Tudo porque há cinco anos o milionário americano Forrest Fenn diz ter enterrado no local um baú lotado de moedas de ouro e joias antigas – um tesouro que estaria avaliado em mais de US$ 3 milhões (mais de R$ 9 milhões).

Apesar das dezenas de milhares de pessoas que já percorreram a região em busca do tesouro, até agora, ninguém o encontrou.

Em entrevista ao jornal britânico The Times, Fenn disse que está recebendo mais de 100 e-mails por dia nessa "temporada" de caça ao tesouro e que acredita que mais de 50 mil pessoas procurarão o baú.

Leia mais: Exploradores afirmam ter encontrado tesouro pirata em naufrágio

"Alguns desses visitantes vêm da Inglaterra, mas a maioria é de americanos em busca de aventura e fortuna", disse ao jornal.


Fenn é um veterano da Guerra do Vietnã que fez fortuna com sua galeria de arte em Santa Fe, também no Novo México.

Ele conta que a ideia de deixar parte de sua fortuna em um baú e escondê-lo nas montanhas surgiu em 1988, quando ele foi diagnosticado com câncer de rim que, segundo os médicos, lhe daria poucos meses de vida.

Nessa época, ele diz que queria que outras pessoas sentissem a empolgação que ele sentia ao aproveitar a vida ao ar livre.

"Só eu sei onde ele está escondido", diz Fenn, que escreveu um livro de memórias (The Thrill of the Chase) sobre o tesouro.

Em fevereiro, Fenn deu uma pista sobre a localização do tesouro: ele disse que o baú certamente está "molhado".

A caça ao tesouro vem beneficiando a região, que é um parque nacional, já que atrai milhares de turistas todos os anos.