11 de abril de 2015

Pastor chinês é sentenciado a um ano de prisão




Pastor chinês é sentenciado a um ano de prisão

Huang Yizi foi acusado de `reunir multidões para perturbar a ordem social´
O pastor Huang Yizi foi considerado culpado de "juntar multidões para perturbar a ordem social". Ele questionou o governo a respeito dos 50 membros de sua igreja que foram espancados enquanto as autoridades tentavam retirar ilegalmente a cruz do edifício. Um mês depois, em julho de 2014, ele foi preso e até então aguardava pelo julgamento de seu caso.
Um pastor que defendeu a igreja local quando as autoridades chinesas removeram a cruz do edifício foi condenado a um ano de prisão na última terça-feira (24), à noite, por um tribunal na província de Zhejiang.
O pastor, Huang Yizi, foi sentenciado pelo Tribunal Popular em Pingyang depois de ter sido condenado por "reunir multidões para perturbar a ordem social", disse o advogado dele, Zhang Kai. Zhang disse que apelaria o veredito ao tribunal.
O julgamento atraiu mais de 400 pessoas, a maioria cristãos locais, que se reuniram em frente ao tribunal Pingyang para esperar pela decisão legal.