11 de abril de 2015

Novo filme sobre o Apóstolo Paulo terá participação de Hugh Jackman, Matt Damon e Ben Affleck




Novo filme sobre o Apóstolo Paulo terá participação de Hugh Jackman, Matt Damon e Ben Affleck

irá retratar fatos da vida do apóstolo como o desenvolvimento de seu ministério, levando a mensagem de Cristo aos gentios
Mundialmente famoso por suas interpretações nos filmes da saga "X-Men", interpretando personagem "Wolverine", Hugh Jackman atuará em um novo filme com tema bíblico. O filme pretende contar a história do apóstolo Paulo e trará o conhecido ator como protagonista.
O filme irá retratar fatos da vida do apóstolo como sua conversão após o fato sobrenatural ocorrido na estrada de Damasco e também o desenvolvimento de seu ministério, levando a mensagem de Cristo aos gentios, além das vezes que foi preso por pregar o evangelho.
Além de atuar no papel principal da história, Jackman também assina a produção do filme, junto com Matt Damon e Ben Affleck.
Jackman, mais conhecido por interpretar Wolverine, também irá produzir o filme, juntamente com Matt Damon e Ben Affleck sob sua Pearl Street Films empresa de produção. O roteiro está sendo escrito por Matt Cook.
O filme vem seguindo o que parece ser uma nova tendência de Hollywood: investir em temas bíblicos. Exemplo disso, foram as recentes produções, como "Noé" e "Êxodo: Deuses e Reis".
O cinema internacional também se surpreendeu com a forte repercussão de filmes produzidos sem o apoio hollywoodiano, como "Deus Não Está Morto", "O Céu é de Verdade" e "O Filho de Deus".
Jackman não é cristão e tem praticado meditação desde que começou a frequentar a Faculdade de Filosofia Prática em seus 20 anos.
Seu pai, no entanto, converteu-se ao cristianismo depois de ouvir o evangelista americano Billy Graham e levou Jackman ouvir as pregações do conhecido pastor por diversas vezes.
Em declarações à revista "Parade" em 2009, ele disse que seu pai "leva a fé muito a sério e prefere que o filho vá para a igreja"
Affleck e Damon atraíram críticas generalizadas por parte de grupos cristãos para em 1999, por causa do filme "Dogma", que falava sobre dois anjos caídos.