26 de abril de 2015

Muçulmanos que se convertem a Jesus passam a sofrer perseguições




Muçulmanos que se convertem a Jesus passam a sofrer perseguições


Muitas vezes, eles teem que conviver com o desprezo de parentes, a quebra de vínculos afetivos, a rejeição e o isolamento social

Ao longo dos anos de atuação no mundo muçulmano, a Portas Abertas recebe notícias de centenas de muçulmanos que se converteram ao Senhor Jesus das diferentes formas. Seja por sonhos, seja pelo testemunho de familiares, programas de rádio ou a intercessão de cristãos, muitos têm deixado o islã para se tornarem seguidores de Cristo.
Tomar essa decisão, porém, transforma não apenas seus corações, como também todas as demais áreas de sua vida; esses novos convertidos são duramente perseguidos por essa escolha e, por isso, passam a viver como cristãos secretos. Isso significa que quando um muçulmano se converte a Cristo, muitas vezes tem de conviver com o desprezo de parentes, a quebra de vínculos afetivos, a rejeição e o isolamento social. E, em alguns casos, precisa até fugir de sua cidade, a fim de preservar a vida.
Na edição desse mês, a revista Portas Abertas conta a história de irmãos que passaram por essas situações por causa de sua conversão e o que você pode fazer por eles, daqui do Brasil. Para ler esse e outros relatos da Igreja Perseguida, entre em contato conosco e solicite a sua revista Portas Abertas.
Domingo da Igreja Perseguida
No Domingo da Igreja Perseguida (DIP) 2015, convidamos você a dedicar-se no serviço aos cristãos perseguidos no mundo muçulmano, a fim de fortalecê-los para que permaneçam firmes em sua fé e o seu testemunho sirva de inspiração para a conversão de muitos muçulmanos.