26 de abril de 2015

Homem encontra tetraplégico abandonado ao lado de Bíblia em parque e diz que Deus o guiou




Homem encontra tetraplégico abandonado ao lado de Bíblia em parque e diz que Deus o guiou

Anderson afirma que se não fosse Deus tê-lo guiado, o rapaz teria morrido
Um homem tetraplégico foi abandonado em um parque e encontrado por um ciclista que havia feito uma pausa para tirar fotos.
O homem que o resgatou, Fitzroy Anderson, de 55 anos, mudou sua rotina no parque Cobbs Creek, na Filadélfia, Estados Unidos, e resolveu percorrer uma distância maior para fotografar veados.
Quando chegou ao local onde podia ver os animais, Anderson notou que havia algo estranho na vegetação, e ao se aproximar, encontrou o rapaz de 21 anos, enrolado a um cobertor e próximo a uma Bíblia. A cadeira de rodas estava um pouco mais distante.
Em entrevista à emissora NBC, Anderson afirmou que não sabia do que se tratava quando viu o vulto enrolado pelo cobertor: “Assim que eu vi que os veados correram, então olhei à minha direita e vi um galho quebrado e eu queria fotografá-lo. Os ramos formavam uma cruz. Foi quando eu vi a cadeira de rodas e o vulto de cobertores, o que me surpreendeu, embora não tivesse certeza do que era. Então eu comecei a andar devagar porque eu não podia ignorar aquilo”, disse.
Ele acionou a Polícia e informou que havia encontrado um homem tetraplégico. Quando o socorro chegou, o rapaz – que não teve sua identidade revelada – foi levado um hospital para ser tratado de desnutrição e desidratação.
Um mandado de prisão foi emitido contra a mãe do rapaz, Nyia Parler, 41 anos, que foi acusada de abandonar seu filho no parque. Ele sofre de paralisia cerebral.
Anderson acredita que Deus o ajudou a encontrar o homem: “Ele tem muito a ver com isso. Se não fosse por esses dois veados e Deus, aquele jovem não estaria vivo hoje. Eu vim para casa com lágrimas nos meus olhos”, afirmou Anderson, acrescentando que se sentia como se tivesse sido usado para salvar uma vida.
A mãe do rapaz foi internada para ser tratada de problemas de saúde, e quando receber alta, será indiciada por tentativa de homicídio, assalto, agressão simples, imprudência, negligência no atendimento a uma pessoa dependente e sequestro.