11 de abril de 2015

Governo chinês exige a destruição de igreja que havia previamente aprovado




Governo chinês exige a destruição de igreja que havia previamente aprovado


Acordo estabelecia que a igreja teria que desocupar o prédio que usava para que o governo construísse uma estrada nas proximidades
Embora ainda em fase de construção, a Comissão de Desenvolvimento Econômico de County Huoqiu, na província de Anhui, leste da China, emitiu um aviso em meados de março, afirmando que a Igreja Yongguang deve voluntariamente demolir o prédio usado como templo.
A Igreja Yongguang começou a construção de seu novo templo depois que chegou a um acordo verbal com o comitê de desenvolvimento local, em fevereiro de 2014. O acordo estabelecia que a igreja teria que desocupar o prédio que usava para que o governo construísse uma estrada nas proximidades. As condições do acordo incluía a autorização de escolha de um novo local para a igreja com a cooperação do governo.
Apesar disso, o aviso de demolição, alegando que o prédio é uma estrutura ilegal, chegou em 17 de março, duas semanas após a igreja realizar uma cerimônia de abertura para celebrar a construção e o uso do primeiro andar do edifício.