26 de abril de 2015

Em nota, governo brasileiro condena execução de cristãos etíopes pelo Estado Islâmico




Em nota, governo brasileiro condena execução de cristãos etíopes pelo Estado Islâmico

`O Governo brasileiro reitera sua repulsa à intolerância religiosa e ao terrorismo´, diz publicação feita pelo Itamaraty
Nesta segunda-feira (20), o Itamaraty, Ministério das Relações Exteriores, publicou uma nota dizendo que o governo brasileiro condena os atos criminosos cometidos pelo Estado Islâmico.
A condenação faz menção ao vídeo divulgado pelo grupo em que jihadistas executam 30 cristãos etíopes.
"O atroz assassinato de cristãos etíopes na Líbia, tornado público ontem, e o atentado terrorista no último sábado em Jalalabad, no Afeganistão, que resultou em dezenas de mortos e feridos, denotam absoluta falta de respeito aos direitos humanos mais básicos e são afrontas diante das quais a comunidade internacional não se pode calar", diz a nota.
As barbáries do Estado Islâmico fomentam a discussão sobre liberdade e intolerância religiosa, uma vez que o grupo visa impor o islã e visa destruir qualquer grupo que professe outra fé.
"O Governo brasileiro reitera sua repulsa à intolerância religiosa e ao terrorismo, qualquer que seja sua origem ou justificativa", afirma o Itamaraty.