11 de abril de 2015

Aumento de ataques aos cristãos na Índia preocupa




Aumento de ataques aos cristãos na Índia preocupa

Tem havido uma onda de ataques a igrejas e cristãos nos últimos meses
Em 16 de março, uma igreja em construção em Haryana foi demolida. No dia 14 do mesmo mês, uma cristã de 71 anos foi agredida por oito homens.
Em 27 de fevereiro, 20 missionários cristãos de Hyderabad foram detidos pela polícia de Jaipur e brutalmente agredidos enquanto estavam sob custódia. Em 25 de fevereiro, uma igreja em Mangalore, no estado de Karnataka, foi vandalizada, enquanto pelo menos cinco igrejas na área de Deli também têm sido objeto de profanação.
Falando em uma conferência religiosa organizada por grupos cristãos em 17 de fevereiro, o primeiro-ministro da Índia, Modi, declarou: "O meu governo não vai permitir que qualquer grupo religioso, pertencentes à maioria ou a minoria, incitem o ódio contra os outros, aberta ou veladamente. O meu governo cuidará para que haja igual respeito a todas as religiões; não podemos aceitar a violência contra qualquer religião sob qualquer pretexto e condeno veementemente este tipo de violência. Meu governo vai atuar fortemente nesse sentido”.
Em uma visita à Índia, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez um apelo pela liberdade religiosa no país.