11 de abril de 2015

Agressor de pastora americana não responderá por crime




Agressor de pastora americana não responderá por crime


Laudo médico indica que ele é portador de esquizofrenia e por isso ele será internado em Bangu

O morador de rua que agrediu a pastora americana Renee Murdoch, em novembro de 2012, não responderá por crime e será encaminhado ao Hospital Psiquiátrico Roberto Medeiros, no Complexo de Gericinó, em Bangu (RJ).

Para quem não se lembra, Renee Murdoch caminhava pela orla da Barra da Tijuca quando o morador de rua Alexandre Luiz de Oliveira Francesco se aproximou e deu vários golpes em sua cabeça usando um pedaço de madeira.

A americana, casada com o pastor Philip Murdoch (líder da Luz às Nações), teve traumatismo craniano e ficou internada na UTI em estado grave correndo risco de morte. Renee perdeu suas habilidades de fala e foi recuperando aos poucos, assim como os movimentos na perna precisando usar cadeira de rodas por muitos meses.

A decisão de não incriminar o agressor foi dada pelo juiz Jorge Luiz Le Cocq D’Oliveira, da 2ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, que considerou o morador de rua como inimputável já que ele é portador de esquizofrenia.

Com isso a prisão preventiva foi convertida para internação provisória até que o caso venha ser julgado em uma nova audiência marcada para acontecer no dia 27 de abril.