8 de março de 2015

Quase 290 milhões de exemplares bíblicos foram distribuídos em 2014, pela SBB



Quase 290 milhões de exemplares bíblicos foram distribuídos em 2014, pela SBB

Marca foi alcançada com a ajuda de folhetos que levavam mensagens evangelísticas

O ano de 2014 pode ser considerado como um período extremamente proveitoso em nível de alcance das Escrituras Sagradas. Segundo dados apresentados pela Sociedade Bíblica do Brasil, só pela instituição, foram distribuídos 289.605.467 exemplares - incluindo Bíblias, Novos Testamentos, livretos e folhetos bíblicos, além de obras em formato digital - durante todo ano.
Este aumento - que corresponde a 9,2% em relação a 2013 - se deve não somente ao crescimento da procura pelos materiais em formato digital, mas também pelo aumento na distribuição dos conhecidos folhetos bíblicos, que alcançaram a marca de 277.970.900 de exemplares.
Segundo o diretor executivo da SBB, Rudi Zimmer, a distribuição destes materiais mais compactos podem fomentar o hábito da leitura bíblica e propicia a formação de novos leitores.
"Este número demonstra que o brasileiro gosta de ler pequenos trechos da Bíblia. E isso acaba estimulando-o a ler cada vez mais o Livro Sagrado", avaliou.
Dentro destas estatísticas, também é válido destacar o número de doações de materiais bíblicos, que alcançou a marca de 900.489 exemplares, além de mais 2,3 milhões de folhetos bíblicos e a
venda de Escrituras a preços subsidiados.
De acordo com Zimer, os resultados de 2014 são fruto de uma série de fatores, como por exemplo, o trabalho social, voltado a populações em situação de vulnerabilidade e risco social.
"A SBB tem se esforçado em desenvolver Escrituras para os diferentes segmentos da população, de
forma a tornar a Bíblia relevante para a vida das pessoas. Também são oferecidos programas de incentivo à leitura da Bíblia, que despertam não só novos leitores mas também promovem o engajamento dos cristãos com o Livro Sagrado", destacou.
Além dos trabalhos sociais e ações de evangelismo que envolvem a distribuição de folhetos, Zimer destacou que o forte relacionamento com as igrejas também contribui fortamente para a formação destes dados.
"Estamos muito agradecidos por esses resultados, mas temos a consciência de que ainda é preciso
fazer muito mais para que o Livro Sagrado seja o livro de cabeceira de todos os brasileiros", lembrou.
Confira os dados completos na lista abaixo.
Distribuição de escrituras no Brasil em 2014
Bíblias: 7.612.438
Novos Testamentos: 693.044
Livretos: 2.467.511
Folhetos: 277.970.900
Acadêmicos: 90.763
Diversos: 770.811
Total: 289.605.467