17 de março de 2015

Membros de Igreja Presbiteriana cazaque são proibidos de cultuar




Membros de Igreja Presbiteriana cazaque são proibidos de cultuar

Cazaquistão ocupa a 42ª colocação na Classificação da Perseguição Religiosa 2015

O pastor e os membros da Igreja Presbiteriana Rakhym, em Almaty, no Cazaquistão, foram proibidos de realizar atividades religiosas, tais como reuniões de oração e cultos de adoração a Deus aos domingos, no prédio que utilizam como templo.
De acordo com a nova lei religiosa do Cazaquistão, adotada em 2011, é proibido exercer atividade religiosa em edifícios destinados a habitação. O prédio da igreja Rakhym está oficialmente no "fundo" de um local de residência, o que significa que o espaço tem fins de moradia.
Para mudar a documentação do lugar utilizado como templo trocando a categoria que o caracteriza como “fundo” de uma habitação ou simplesmente redefinir a finalidade do edifício para religioso (ou seja, destinado a atividades religiosas), é necessário apresentar os documentos para os comitês agrários e arquitetônicos da administração da cidade. O processo pode se arrastar por anos e muitas igrejas já tiveram as solicitações de mudança de objetivo dos terrenos e edifícios negadas, o que faz com que as igrejas tenham de ficar fechadas ou passar a atuar de maneira ilegal.
Recentemente, um pastor da Igreja Presbiteriana Rakhym foi convocado a comparecer na administração da cidade, onde lhe foi dito que a proibição da atividade religiosa foi legítima e a igreja não tem o direito de continuar suas atividades religiosas.
Ore para que o Senhor traga uma solução para que os membros da igreja possam continuar se reunindo para louvar e adorar a Deus.