20 de março de 2015

Avião com 10 a bordo cai em Punta del Este, Uruguai; não há sobreviventes




Avião com 10 a bordo cai em Punta del Este, Uruguai; não há sobreviventes

No avião viajavam piloto, copiloto e 8 passageiros
Um avião com 10 a bordo, que partiu do Aeroporto de Punta del Este, no departamento de Maldonado, no Uruguai, com destino a Argentina, caiu pouco depois de decolar, informou na noite desta quinta-feira (19) a Força Aérea Uruguaia. Ninguém sobreviveu.
"Infelizmente não há sobreviventes da aeronave LV-CEO, modelo B90 Kingair, acidentada em uma área ao norte de Laguna del Sauce", informou a autoridade.
A retirada dos corpos será realizada somente nesta sexta-feira (20), disse o porta-voz do Corpo de Bombeiros, Leandro Palomeque, que chefia a operação de resgate. Sete corpos já foram localizados pelos bombeiros.
Os dois pilotos, homens de 45 e 49 anos de idade, e os oito passageiros - seis homens e duas mulheres, uma delas portuguesa -, com entre 41 e 58 anos, morreram depois que o avião caiu em uma lagoa, próximo a uma margem e a um metro de profundidade, após o avião pegar fogo. As vítimas voltavam de um trabalho em um projeto nessa mesma região.
O tenente da Força Aérea Ñancay Graña, que também participa das tarefas de resgate, disse ao jornal "El Observador" que o fogo atingiu até 80% do avião e que era improvável os ocupantes sobreviverem.
A Força Aérea Uruguai (FAU) divulgou a lista de tripulação e passageiros:
Piloto/Copiloto
Luis Pivida - 59 anos, argentino
Diego Chiaradia - 45 anos, argentino
Passageiros
Mario Barba - 42 anos, argentino
Joanna Mc Cormack - 41 anos, argentina
Alfredo Dietrich - 51 anos, argentino
Carlos De Elias - 56 anos, argentino
Marcelo Zarco - 48 anos, argentino
Horacio Peña - 48 anos, argentino
Luis Gustavo Peña - 58 anos, argentino
Marta Pires Vieira - 41 anos, portuguesa
Segundo a imprensa local, a aeronave é um turbohélice “Beechcraft C 90”.
A prefeitura de Maldonado informou que a queda ocorreu por volta de 20h45.
Equipes de resgate formadas por bombeiros, socorristas, policiais, militares e unidades do Comitê de Emergência estão no local, mas a iluminação deficiente, o difícil acesso aos destroços e o risco de explosões devido ao combustível espalhado pelo local prejudicam o trabalho do grupo.
Testemunhas disseram que o avião se incendiou logo após decolar. O El Observador noticiou que o aparelho pegou fogo após cair. Não há, no entanto, informações oficiais sobre as causas e circunstâncias da queda da aeronave. A fuselagem não foi totalmente destruída, mas foi muito danificada pelo incêndio.
A empresa proprietária da aeronave é a argentina Aviajet S/A e os passageiros são integrantes da La Rural, outra empresa argentina que participa da construção do Centro de Convenções de Punta del Este.
A empresa, dedicada ao planejamento de eventos, confirmou em comunicado que funcionários de sua companhia viajavam no avião.
"Por causa dos fatos de conhecimento público, La Rural confirma com muito pesar que funcionários de sua companhia viajavam no avião que se acidentou ao decolar de Punta del Este", explicou a empresa.
Além disso, La Rural "se encontra em contato permanente com as autoridades do Uruguai para tomar conhecimento detalhado do acidente".