25 de fevereiro de 2015

Sheherazade sai em defesa de médico que denunciou aborto


A jornalista Rachel Sheherazade comentou em Seu Programa Na rádio Jovem Pan Sobre O Caso ocorrido na semana Passada nenhuma Hospital de São Bernardo do Campo (SP)  QUANDO UM médico denunciou Uma Paciente Que havia abortado .
O médico Achou POR Bem denunciar o crime, JA Que hum Jovem de 19 ano Passou NÃO POR Nenhum dos Casos Onde a lei brasileira permite aborto. Grávida de Quatro meses e sem Fazer Apoio Parceiro, Uma gestante Tomou Quatro comprimidos Pará úlcera e Perdeu o Bebê, Passando a ter hemorragias.
Ao Falar Sobre O Caso Sheherazade Diz Que o médico fez Bem em denunciar crime hum, hum Sendo portanto Bom Motivo Para quebrar o sigilo Profissional Determinado Pelo Código de Ética Médica no Artigo 73.
"O aborto e Mais Que Uma Violência Física, e Um crime gravíssimo perpetrado contra a vida do Mais indefeso dos Seres Humanos, o nascituro, POIS AINDA NÃO ventre da Mãe, Aquela Que, Por lei, deveria Resguarda-lo de Todos perigos OS" , Diz jornalista hum.
Sheherazade aproveitou Pará Falar Ao Deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) Que se aproveitou do Fato ocorrido em São Bernardo do Pará defensor a descriminalização do aborto. Wyllys afirmou que o aborto E um "Direito individuo", mas hum jornalista Contesta e Pede Para Que o Deputado leia o Código Penal Brasileiro.
"De que Legislação ELE Tirou ESSE Direito? Aborto, no Brasil, Não É Direito, crime E, sr. Willys. Passível de Cadeia, tanto par a mulher Que o pratica, Quanto Para quem a Ajuda a abortar. Dê Uma olhadinha no Código penal, Deputado, Não Custa nada ", afirmou.
A jornalista contestou também a Fazer Fala ex BBB que afirmou que o aborto E Questão de Saúde Pública, lembrando hum ELE que Questão de Saúde Pública E dengue uma, malária, Falta de Água, Falta de saneamento básico, Falta de Vacinação, Falta de Planejamento Familiares e Outros temas.
"Aborto, senhor Deputado, E Caso de Polícia!", Encerra.