17 de fevereiro de 2015

16_egito_0340100513
O vídeo, que foi amplamente divulgado na Internet, mostra homens vestindo roupas laranja (trajes típicos dos reféns do Estado Islâmico), sendo executados em uma praia. A mesma cena foi divulgada pela revista Dabiq, ligada ao EI, na semana passada.  A gravação, intitulada “uma mensagem para a nação da cruz”, é dirigida aos “seguidores da hostil Igreja egípcia”, segundo a agência Reuters.
O presidente do Egito, Abdel Fatah al-Sisi, declarou luto por sete dias pelos cristãos mortos e ainda convocou o Conselho de Defesa a fim de tomar providências acerca do caso. No dia seguinte à divulgação do vídeo, o governo egípcio já bombardeou várias posições do grupo Estado Islâmico na Líbia. Os ataques ocorreram durante a madrugada e foram coordenados pelo governo central da Líbia. Os alvos se concentraram na cidade de Derna, reduto dos radicais do EI e de onde foram exibidos os vídeos dos cristãos sendo mortos.
Recentemente, um pastor da Líbia pediu à Portas Abertas que ore por ‘todos aqueles que são cristãos na Líbia e no Egito, especialmente pelos cristãos egípcios que se tornaram alvos imediatos. Em 2014, cerca de 20 cristãos foram mortos na Líbia, por seguirem a Jesus.
Pedidos de oração• Ore pelas famílias, pais, esposas, filhos e entes dos 21 cristãos egípcios mortos em ação do Estado Islâmico
• Clame a Deus para que os cristãos da Líbia e Egito continuem perseverando na fé, apesar dos últimos acontecimentos.
• Peça a Deus para que a paz venha sobre a nação líbia e egípcia
• Ore especialmente pelos milhares de cristãos que trabalham na construção civil na Líbia
• Clame, diariamente, pelos soldados, militantes, seguidores e líderes do grupo Estado Islâmico. Que o Senhor possa falar aos seus corações, que eles conheçam a Verdade, que a Verdade os liberte, e que eles se convertam a Jesus.