27 de fevereiro de 2015

Justiça decreta bloqueio de R$ 106 milhões em contas de Cerveró


Justiça decreta bloqueio de R$ 106 milhões em contas de Cerveró


Valor corresponde à conversão de propina de US$ 40 milhões, pelo câmbio de 21 de janeiro, data do confisco judicial

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações do esquema de corrupção na estatal petrolífera, decretou o bloqueio de R$ 106 milhões do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Nestor Cerveró — acusado de receber proprinas na contratação de navios sondas para uso em águas profundas no Golfo do México e na África. A informação é do jornal O Estado de São Paulo.
O valor confiscado corresponde à conversão de US$ 40 milhões pelo câmbio de 21 de janeiro, data do confisco judicial. Cerveró já é réu em duas ações criminais da Lava-Jato, uma por corrupção passiva, outra, instaurada na última quarta-feira, por lavagem de dinheiro. Ele está preso desde janeiro.
Com parte da proprina, Cerveró comprou um apartamento em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro, informou a Procuradoria da República. Na declaração, o valor do imóvel é R$ 1,5 milhão, mas o valor de mercado bate em R$ 7,5 milhões.
O bloqueio de R$ 106 milhão foi pedido pelo Ministério Público Federal a partir da declaração do executivo Julio Camargo.