27 de fevereiro de 2015

Ataque suicida em ponto de ônibus na Nigéria deixa mortos


Ataque suicida em ponto de ônibus na Nigéria deixa mortos


Ao menos 17 pessoas morreram; ataque ocorreu em Biu, no estado de Borno

Um homem-bomba matou pelo menos 17 pessoas num ponto de ônibus no estado de Borno, nordeste da Nigéria, nesta quinta-feira (26), disseram uma fonte militar e um vigilante local.
Um segundo homem-bomba tentou detonar seus explosivos na mesma estação de ônibus na cidade de Biu, mas foi parado pela multidão e espancado até a morte, afirmou o vigilante Ibrahim Jaton.
"Nossos rapazes pararam um jovem para checagem no ponto de verificação, mas ele se recusou a parar e tudo que ouvimos foi um som alto", disse Jaton.
O uso de homens-bomba se tornou uma tática comum do Boko Haram desde o ano passado, enquanto o grupo expandiu território e tornou-se mais forte e mais mortal.
Mas, nas últimas três semanas, o grupo começou a sofrer uma série de derrotas em uma ofensiva militar da Nigéria e seus vizinhos Camarões, Níger e Chade, que têm sido desestabilizados pelos islamitas.
A onda de ataques a civis pelos militantes nos últimos dias parecem uma vingança.
Na terça-feira, homens-bomba atingiram dois pontos de ônibus em diferentes partes do norte da Nigéria, matando pelo menos 26 pessoas em ataques que o presidente nigeriano, Goodluck Jonathan, atribuiu ao Boko Haram, grupo militante islâmico que, segundo ele, será derrotado em breve.
Os vizinhos da Nigéria estão intensificando os ataques contra o Boko Haram, mas como resultado também estão sendo alvo.
Duas pessoas foram mortas em uma charrete no Níger nesta quinta-feira, quando passaram por cima de uma mina que teria sido plantada pelos insurgentes islâmicos.