20 de janeiro de 2015

Igreja na China capacita líderes para ensinar crianças em Escola Dominical

Estima-se que a população cristã total de China, incluindo católicos, chegará a 247 milhões em 2030

A China é um dos países do mundo em que é difícil ser uma cristão. Mas a Igreja doméstica resiste e cresce sobre maneira na China, e este crescimento exige mais líderes, que através de Ministério Infantil está capacitando-os para em escola bíblica dominical cuidar e ensinar crianças nos cultos.
O governo colocou inúmeras restrições à religião, o que leva, surpreendentemente ao aumento de igrejas subterrâneas (não reconhecidas pelo governo e que na maioria das vezes se reúnem em residências de membros). Conforme lista dos países que perseguem cristãos divulgado pela Open Doors (Portas Abertas) no último dia 07/01, a China aparece em 29º lugar.
Além disso, de acordo com o relatório publicado em 2014 pelo professor de sociologia da Universidade de Purdue e autor do livro “A religião na China: Sobrevivência e reavivamento sob regime comunista”, estima-se que até 2025, o número de cristãos atingirá o patamar de 160 milhões.
As estimativas em 2010 indicavam que dos 1,3 bilhões de pessoas que vivem no país, 58 milhões eram cristãos.
Em meio aos perigos de ser um seguidor de Cristo, as igrejas estão treinando seu pessoal para fornecer melhores ensinamentos bíblicos para crianças.
“Nas muitas igrejas em casa (conhecidas como igrejas subterrâneas) existentes na China, quando é hora da reunião, alguém tem que ficar com as crianças para distraí-las e tentar mantê-las quietas enquanto o serviço é realizado. Este ministério decidiu que é hora de começar a formação de professores de escola dominical”. diz Terre Ritchie de Keys do “Ministério Chaves para crianças”
O Ministério “Chaves para Crianças” compartilha material de devocional que pode ser acessado com um aplicativo no telefone celular da China.
Este recurso vai ajudar para que as igrejas possa fornecer um material que dá vida às crianças. Por que são recursos tão importantes para as crianças? Ritchie diz: “Mesmo as crianças mais jovens, pode falar com outros sobre Cristo. Eu já vi famílias inteiras vir ao Senhor através dos olhos de uma criança, através das palavras de uma criança. E isso é a coisa mais incrível. “
Estima-se que a população cristã total de China, incluindo católicos, chegará a 247 milhões em 2030, passando assim os Estados Unidos, México e Brasil, como a maior nação cristã do mundo.
Oficialmente, a República Popular da China é considerada um país ateu. O governo permite as igrejas autorizadas a se reunir, mas existe um número de igrejas subterrâneas que não se pode conter.
Mesmo a China está reformando e duplicando esforços para nacionalizar o cristianismo. Mas os críticos argumentam que este impulso para a teologia cristã aprovada pelo Estado, é uma tentativa do governo de reforçar seu domínio que exerce sobre os crentes.
Assista abaixo, vídeo legendado, onde missionários e membros da Igreja Subterrânea na China recebe com muita alegria e emoção exemplares da Bíblia.