22 de maio de 2013

Venezuela aprova crédito para importar produtos de higiene pessoal


A Assembleia Nacional (AN) da Venezuela aprovou na noite de terça-feira (21) um crédito adicional superior a 500 milhões de bolívares (US$ 79 milhões), para a importação imediata de produtos de higiene pessoal, em falta nos mercados, como papel higiênico ou pasta de dente.
"Nós afirmamos ao povo e denunciamos sistematicamente toda a estratégia que existe de monopólio, de especulação e a campanha de terror que espalharam entre o povo para que este saia a comprar compulsivamente e nervosamente", disse o deputado oficialista José Ávila para justificar a escassez dos produtos.
Mulheres seguram rolos de papel higiênico em fila de supermercado de Caracas, nesta sexta-feira (17) (Foto: Jorge Silva/Reuters)Mulheres seguram rolos de papel higiênico em fila de supermercado de Caracas, nesta sexta-feira (17) (Foto: Jorge Silva/Reuters)
Com o crédito, o governo pretende comprar 39 milhões de rolos de papel higiênico, 50 milhões de toalhas de papel para banheiro, 10 milhões de sabonetes, 17 milhões de fraldas descartáveis e três milhões de pastas de dente.
também informou a chegada ao país de navios procedentes da China, Brasil, Argentina e Uruguai com carregamentos que representarão uma reserva de três meses de diversos produtos para a Venezuela.A escassez dos produtos levou o presidenteNicolás Maduro a anunciar na semana passada a importação de 50 milhões de rolos de papel higiênico para enfrentar o problema.
O governo atribui o problema da falta de produtos aos empresários do país.