18 de maio de 2013


Quarta mulher reconhece grupo suspeito de estupros no RJ

Trio foi preso nesta sexta-feira (19) por suspeito de estuprar outras 3 jovens.
Uma quinta mulher disse que grupo tentou força-la a entrar em carro.


Uma quarta mulher diz ter sido estuprada pelo trio preso na madrugada desta sexta-feira (19) por violentar outras três jovens, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Ela havia registrado queixa na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) no dia 8 de maio e reconheceu o grupo como autores do crime, após a prisão.

Os suspeitos foram presos por suspeita de estuprar uma jovem de 18 anos no Bairro Paraíso, em Nova Iguaçu. A vítima diz ter sido abordada pelo trio em um ponto de ônibus na Avenida Abílio Augusto Távora, antiga Estrada de Madureira, onde estava com um grupo de amigos, por volta de 0h20.
Segundo a Polícia Militar, eles foram detidos em flagrante, acusados de praticar estupro contra a jovem. Com eles foi apreendida uma faca utilizada para ameaçar a vítima. Um veículo Polo, que teria sido usado no crime também foi apreendido, por documentação.

Outras duas jovens foram até a delegacia no final da manhã desta sexta para fazer o reconhecimento dos suspeitos. Eles teriam rendido o marido de uma delas e o levado até em casa. Chegando lá, ordenaram que todos tirassem as roupas e abusaram das vítimas, de 20 e 14 anos. 

Uma menina de 14 anos foi vítima de estupro
 na Praia do Leblon, na Zona Sul do Rio, no dia 17 de abril. O crime ocorreu no final da praia, quase na Avenida Niemeyer, via expressa que liga o bairro a São Conrado, na mesma região. De acordo com a polícia, a vítima estava acompanhada de uma amiga na hora do crime. O suspeito foi preso no dia 9 de maio.Quinta vítima escapou

Na tarde desta sexta-feira, uma quinta mulher foi à 56ª DP (Comendador Soares) prestar queixa contra o grupo. Segundo ela, o grupo tentou força-la a entrar em um carro. A mulher teria gritado e o grupo fugiu.

Outros casos
Passageiros de um ônibus da linha 369 (Bangu-Carioca) vivenciaram momentos de pânico durante um assalto ao veículo na Avenida Brasil, que teve início próximo à Favela do Muquiço, em Guadalupe, no Subúrbio do Rio de Janeiro, e durou um percurso de aproximadamente 23 km. De acordo com a Polícia Civil, durante o assalto, o criminoso armado agrediu e estuprou uma mulher, de aproximadamente 30 anos, que estava no coletivo. O crime ocorreu por volta das 15h30 de 3 de maio.
Em 20 de abril, um criminoso roubou uma clínica de depilação, em Bonsucesso, no Subúrbio, e estuprou uma mulher no local. De acordo com as investigações, o criminoso rendeu as funcionárias e as prendeu na cozinha da clínica, antes de violentar uma das recepcionistas.
Turista estuprada em van
Em 30 de março, uma turista americana foi estuprada por três homens durante seis horas numa van que fazia o percurso Copacabana-Lapa. O namorado da vítima, também estrangeiro, estava no veículo, foi algemado, espancado com uma barra de ferro e roubado, assim como a mulher. Os criminosos alteraram o trajeto e seguiram para a Região Metropolitana. O casal foi liberado pelo grupo em Itaboraí, na Região Metropolitana. Um menor também foi detido por participação no crime.
Durante o tempo em que permaneceram com o a vítima e o namorado, os criminosos pararam em Niterói, usaram o cartão da mulher para comprar bebidas em um posto e sacar dinheiro em um Banco do Brasil. Em São Gonçalo, na Região Metropolitana, subiu o terceiro suspeito, que também estuprou a vítima. O caso ganhou repercussão na imprensa internacional.