16 de maio de 2013


Menino de 2 anos baleado por ladrão segue internado, em Anápolis


Ele está consciente, conversa e brinca com enfermeiros, diz médico.
Criança levou tiro ao chegar em casa com a mãe; bala ficou alojada na face.



O menino de dois anos que levou um tiro no rosto ao chegar em casa com a mãe,  em Anápolis, segue internado no Hospital de Urgências da cidade, a 55 km deGoiânia. O garoto foi atingido por um ladrão que estava roubando a residência. O projétil ficou alojado na face da vítima, mesmo assim, segundo os médicos, ele não corre risco de morrer. A equipe médica informou ainda que a criança está consciente, conversando e até brinca com os enfermeiros.
De acordo com o cirurgião geral Jean Frederico Araújo, o menino será encaminhado para um especialista em oftalmologia, que vai analisar se ele pode ser operado, pois a bala está alojada próxima ao olho (veja imagem abaixo). "Pode ser que ele fique com o projétil pra sempre. Nem todos os projéteis que atingem o corpo são retirados. Só se for necessário ou se for causar algum mal. Isso ainda vai ser avaliado", afirma o médico.
Ainda na tarde de quarta-feira (15), o delegado responsável por investigar o caso, Éder Ferreira,  pediu que fosse feita a perícia na casa onde o crime aconteceu. Ele ressalta que ainda é cedo para dizer se a intenção do assaltante era atingir alguém ou apenas assustar.

Crime
"Mesmo que ele não queira, que não haja o dolo direto, houve um dolo eventual, porque assumiu o risco ao fazer um disparo dentro de uma casa e atingir uma pessoa. Por essa atitude, o autor do delito tem que responder. Isso constitui uma tentativa de latrocínio", explicou o delegado.
Adna Mariana da Silva, mãe da criança, conta que viu o ladrão logo que chegou em casa, no Residencial Santo Expedito, região sudeste de Anápolis. "O cara estava aqui. Acho que ele ficou com medo de eu chamar a polícia ou alguma coisa e deu um tiro. Não deu nem tempo de ver o rosto dele, porque vi meu filho chorando e apavorei. Só sei que eu o abraçava e gritava", lembra.
A mulher diz que o problema teria sido maior se a tiro não tivesse atingido o chão antes de acertar a o garoto. A criança foi socorrida e levada para o Hospital de Urgências de Anápolis (Huana), onde ainda está internada.
A casa onde o crime aconteceu ficou revirada. Roupas e brinquedos ficaram espalhados por todos os lados. Segundo a polícia, o criminoso levou a televisão e outros objetos.
Menino é atingido por tiro e bala fica alojada em seu rosto, em Anápolis, Goiás (Foto: Reprodução / TV Anhanguera)