19 de maio de 2013

Arábia Saudita registra mais um caso de novo coronavírus


LONDRES (Reuters) - A Arábia Saudita registrou mais um caso de infecção em um surto concentrado de um novo tipo de um vírus descoberto no Oriente Médio no ano passado e que se espalhou para a Europa, afirmou a Organização Mundial da Saúde.
No relatório de atualização sobre a situação do novo vírus emitido a partir da sede da OMS em Genebra, a entidade afirmou que o novo paciente com o vírus é uma mulher de 81 anos com múltiplos problemas de saúde. Ela ficou doente em 28 de abril e está em estado crítico, mas estável.
No mundo, agora há 41 casos confirmados da doença, incluindo 20 mortes, desde que o novo coronavírus foi identificado por cientistas em setembro passado.
O vírus, que é conhecido pela sigla nCoV mas que alguns periódicos científicos agora se referem como coronavírus da Síndrome Respiratória do Oriente Médio, ou MERS, pertence à mesma família de vírus que causa gripes comuns e à que causou o mortal surto de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) em 2003.
Os casos de MERS já registrados ocorreram na Arábia Saudita, Jordânia, Catar, Inglaterra, Alemanha e França. A Arábia Saudita tem a maior parte dos casos.
Especialistas da OMS que estão ajudando equipes locais sauditas afirmam que é provável que o novo vírus seja capaz de ser transmitido entre humanos, mas apenas após contato prolongado próximo.