24 de maio de 2013

Após quatro anos, americano termina transcrição da Bíblia

Um americano terminou um trabalho começado em 2009: transcrever a Bíblia inteira.

Morador de Philmot, em Nova York, o decorador de interiores aposentado Phillip Patterson, de 63 anos, concluiu seu trabalho no sábado (11), na igreja Presbiteriana que frequenta.

Diante de uma plateia de cerca de 120 fieis, na Igreja Presbiteriana de St. Peter ele pôs no papel as últimas linhas do Apocalipse, o Livro da Revelação, e disse "amém".

"Valeu a pena. Vou sentir falta de escrever isso", disse a uma agência de notícias. A ideia da transcrição foi para aprender sobre a Bíblia, disse Patterson, e não como uma espécie de busca espiritual.

O escriba diz que sai do processo mais confiante, mais amoroso e mais paciente.

Patterson afirma que o trabalho de transcrição lhe custava até 14 horas por dia. Apesar disso, ele diz que nunca teve calos nas mãos. O que atrasou o projeto em alguns momentos foi seus problemas de saúde (Aids e anemia).

Após cuidar pessoalmente da encadernação e capa do livro, o que ele estima que levará um ano, Patterson diz que pretende doar sua versão completa da Bíblia à igreja de St. Peter. O livro transcrito ficou com mais de 2.400 páginas.