30 de abril de 2013


Trote mobiliza mais de 10 equipes de resgate no noroeste paulista

Até o helicóptero Águia foi chamado para atender falsa ocorrência.
Equipes percorreram mais de 60 quilômetros.

Um trote mobilizou mais de 10 equipes do Corpo de Bombeiros e das polícias Federal e Estadual nesta segunda-feira (29) no noroeste paulista.
Tudo começou quando os bombeiros receberam o chamado de um homem que dizia ter sofrido um acidente. Por telefone, o homem contou que o carro onde ele estava com a família tinha caído em uma ribanceira da BR-153, entre os municípios de Nova Granada (SP) e Onda Verde(SP).
Como a falsa vítima do acidente não sabia informar com precisão o local do acidente, as equipes de resgate fizeram uma varredura por todo o trajeto, em mais de 60 quilômetros. Até o helicóptero Águia foi chamado para ajudar na “busca”. Ele voou até a divisa com Minas Gerais.
Por telefone, os bombeiros faziam contato com o homem que dizia ter se acidentado em busca de informações que ajudassem a chegar no local do acidente. As buscas duraram quase três horas, e só pararam depois que a ligação da falsa vítima foi rastreada. O homem insistia em dizer que estava ferido, mas começou a dar informações que não existiam.
“Ele passou uma placa de veículo que não bate e passou dois endereços diferentes. Fomos até um desses locais e o número da casa também não existia”, disse o tenente José Luciano Val. Segundo ele, esse mesmo homem já tinha passado o mesmo trote há poucos dias, mas desligou o telefone antes de passar mais informações sobre o "acidente".
O homem que fez o trote poderá responder por falsa comunicação de crime. A pena para o crime é de um a seis meses de prisão.
Helicóptero Águia foi chamado para ajudar na 'busca' (Foto: Divulgação / TV TEM)