7 de abril de 2013

Rio de janeiro


Suspeitos de roubar alemães em van são presos ao revender bens na web

Bens roubados de turistas no Rio eram anunciados no Facebook, diz polícia.
Um dos jovens, segundo delegado, ganhava mesada semanal de R$ 150.

Produtos roubados de alemães foram encontrados na casa dos suspeitos, no Rio (Foto: Gabriel Barreira/G1)


A polícia apreendeu, neste domingo (7), quatro jovens suspeitos de roubar turistas alemães, em uma van, na Estrada das Paineiras, no Rio de Janeiro. A via é um dos acessos ao Cristo Redentor, para onde seguia a van com os estrangeiros. O delegado responsável pela apreensão, Alexandre Braga, da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), informou que o grupo comercializava os bens roubados através do Facebook.
A polícia afirmou que três dos detidos são menores de idade e apenas um é maior. Outros dois jovens também são procurados por suspeita de participação no crime.O assalto aconteceu na quinta-feira (4).
Mesada semanal de R$ 150
Segundo o delegado, todos os jovens eram estudantes, o que surpreendeu a ele próprio e aos pais dos menores. Um dos detidos recebia mesada semanal dos pais, no valor de R$ 150, de acordo com as investigações.
"Os familiares não acreditaram, não me parece que os filhos fossem ligados ao crime anteriormente. Eles têm família razoavelmente estruturada, um deles tinha uma mesada semanal de R$ 150. São rapazes que frequentavam escola e os pais não tinham notado o envolvimento com o crime", afirmou Braga.
Produtos roubados de alemães foram encontrados na casa dos suspeitos, no Rio (Foto: Gabriel Barreira/G1)Na casa de dois menores - que não tinham antecedentes criminais -, foram encontrados óculos, relógios, colares, celulares e dinheiro, além de máquinas fotográficas. Como uma delas tinha fotos dos turistas, a polícia concluiu que o bem havia sido roubado.
O jovem preso foi identificado pela polícia como Jean Vinicius da Silva, de 18 anos. Os outros dois procurados são maiores. Segundo o delegado, um deles se chama Wallace Guilherme Soares Silva. O outro, que não teve o nome revelado pela polícia, teria roubado o caror usado na fuga do grupo.
'CSI' do Rio
Em quatro dias, a Deat prendeu o grupo suspeito de participar do roubo. A rapidez da ação levou os colegas policiais a apelidarem a delegacia de "CSI do Rio de Janeiro", em referência ao seriado americano, que mostra a agilidade dos agentes em solucionar as ocorrências criminais. A mesma delegacia também foi a responsável pela prisão de três homens e um menor envolvidos no estupro e no roubo a uma turista americana e seu namorado, um jovem francês.
O casal ficou em poder dos criminosos por seis horas; o rapaz foi espancado com a chave a roda do veículo e a mulher foi estuprada. De acordo com os agentes, o crime ocorreu, no dia 30 de março, logo depois que os estrangeiros embarcaram na van em Copacabana, na Zona Sul, para ir à Lapa, no Centro.
Cinturão de segurança
A Polícia Militar anunciou nesta sexta-feira (5) que planeja fazer um cinturão de segurança na Estrada das Paineiras, no Parque Nacional da Tijuca, onde o grupo de turistas alemães foi assaltado na quinta-feira (4). A informação foi confirmada, por meio de nota, pela assessoria da própria corporação.
De acordo com a polícia, cinco viaturas do BPTur já fazem o policiamento, com oito homens ,que circulam pela área para ter maior abrangência. A permanência destas viaturas no setor de policiamento é controlada por GPS.