18 de abril de 2013


Pão de Açúcar venderá 74 lojas após fusão com Casas Bahia e Ponto Frio

Após cerca de quatro anos, a compra das redes Casas Bahia e Ponto Frio pelo Grupo Pão de Açúcar foi aprovada, nesta quarta-feira (17), pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), seguindo um acordo que prevê a venda de mais de 70 lojas da maior varejista do país.
A operação de Pão de Açúcar, Casas Bahia e Ponto Frio nesses locais poderia gerar problemas de concorrência no varejo de bens duráveis --como eletrônicos e eletrodomésticos--, segundo o relator do Cade, Marcos Paulo Veríssimo. Nessas regiões, as concentrações se aproximam de ou superam 60%.
A companhia, que desde junho do ano passado é controlada pelo grupo francês Casino, terá de vender 74 lojas em 54 cidades --25 delas no Estado de São Paulo. O Cade não especificou como as lojas devem ser vendidas, se em bloco ou separadas.
As lojas que devem ser vendidas representam 3% da receita bruta consolidada da ViaVarejo em 2012, o que representa algo em torno de R$ 900 milhões, segundo o relator.
A ViaVarejo reúne Casas Bahia, Ponto Frio e Nova Pontocom, unidade de comércio eletrônico do grupo. A empresa possui atualmente 969 pontos de venda.

Multa de R$ 1 milhão por informações erradas

Além de aprovar a fusão por unanimidade no colegiado, o Cade aplicou uma multa de R$ 1 milhão ao Grupo Pão de Açúcar por informações equivocadas apresentadas ao longo do processo.
A aquisição da Casas Bahia foi anunciada em dezembro de 2009 e teve os termos revisados em meados de 2010. A compra do Ponto Frio ocorreu em junho de 2009.
Além da demora para aprovação das operações, a compra da Casas Bahia foi marcada por algum mal estar com a família Klein, ex-dona da varejista e que deu sinais de ter se arrependido da venda, fechada quando Abilio Diniz comandava o Pão de Açúcar.
(Com Reuters)
Ampliar

Marcas mais valiosas do varejo brasileiro em 201310 fotos

3 / 10
3º LUGAR: CASAS BAHIA, US$ 382 MILHÕES - A consultoria internacional Interbrand divulgou seu relatório anual Best Retail Brands 2013 (melhores marcas de varejo), listando as marcas mais valiosas do varejo em países como Alemanha, Canadá, Coreia do Sul, EUA, França, Japão e Reino Unido. O primeiro lugar mundial é do Walmart, com valor de marca de US$ 141 bilhões. No Brasil, o terceiro lugar ficou com a Casas Bahia, avaliada em US$ 382 milhões Roberto Assuncao/Folha Imagem