24 de abril de 2013


Novo vírus da gripe aviária é dos tipos 'mais letais', diz OMS


Especialistas de todo o mundo estudam a cepa que surgiu na China.
Doença já matou 22 pessoas, entre 108 infectadas.

Usando máscara, mulher passa por cartaz com orientações contra a transmissão do vírus H7N9, em Pequim (Foto: Wang Zhao/AFP)

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou nesta quarta-feira (24) que a nova cepa da gripe aviária, que já matou 22 pessoas na China, é dos tipos "mais letais". Ainda segundo um especialista ligado ao órgão da ONU, o vírus é transmitido mais facilmente aos seres humanos do que a outra variação da gripe aviária que matou centenas de pessoas desde 2003.
A gripe H7N9 já infectou 108 pessoas na China desde que foi detectado pela primeira vez em março, de acordo com a OMS, organismo da ONU com sede em Genebra.
Embora não esteja claro exatamente como as pessoas estão sendo infectadas, os especialistas dizem que não veem nenhuma evidência até agora do cenário mais preocupante: a transmissão sustentada entre pessoas.
Uma equipe internacional de cientistas liderada pela OMS e pelo governo chinês realizou uma investigação de cinco dias na China, mas informou que não está mais perto de determinar se o vírus pode se tornar transmissível entre humanos.
"A situação continua complexa e difícil, e evoluindo", disse o diretor-geral assistente para segurança em saúde da OMS, Keiji Fukuda.