30 de abril de 2013



Jogador do Vasco diz à polícia que não 



conhece namorada de traficante

'

Menor P' teria torturado mulher após desconfiar de relação com Bernardo.
Delegado informou que meia não foi torturado: 'Não houve agressão'.


Bernardo depôs por volta das 12h na delegacia de Bonsucesso sobre a investigação de tortura (Foto: Thiago Lontra / Agência O Globo)
O jogador do Vasco Bernardo negou, em depoimento no início da tarde desta segunda-feira (29), na 21ª DP (Bonsucesso), conhecer Dayana Rodrigues, namorada do traficante Marcelo Santos das Dores, o “Menor P”. Segundo o delegado titular da 21º DP (Bonsucesso), José Pedro Costa da Silva, Bernardo não foi agredido, como havia sido noticiado anteriormente. Apenas a mulher foi torturada — levou cinco tiros de raspão —, após o traficante desconfiar que ela teria um caso com o meia.
De acordo com um dos advogados que acompanhou o meia no depoimento, Elvis Paes, o fato de Bernardo e Dayana não se conhecerem foi comprovado na delegacia. Esta teria sido a única informação fornecida por eles que já não estava na investigação.

Segundo o advogado, Bernardo deve se pronunciar publicamente nesta terça-feira (30), por meio de uma entrevista coletiva ou nota oficial, o que será decidido junto com os agentes do jogador.
“Bernardo foi ouvido como vítima da conduta que foi atribuída ao Menor P e da agressão à Dayana. Todo o relato dos fatos já eram de conhecimento da polícia. O único ponto que a polícia ainda não tinha esclarecido era se ele conhecia a Dayana. Ele declarou e comprovou que jamais tinha visto ela”, explicou Elvis, em entrevista ao G1. "Niguém sabe de onde isso surgiu."
O delegado adjunto Niandro Lima confirmou o que os advogados também já haviam dito, que não há sequelas físicas no corpo do atleta: “Não reparei em marcas de agressão”.
Tortura a Dayana
A investigação teve início após Dayana Rodrigues, que segundo a polícia seria "namorada número 1" de Menor P, um dos foragidos mais procurados do Rio, com recompensa oferecida de R$ 2 mil (Disque Denúncia), dar entrada no Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, no dia 22. Segundo a Secretaria municipal de Saúde, Daiane levou dois tiros, um no joelho direito e outro no pé esquerdo, foi submetida a duas cirurgias, e recebeu alta na manhã desta quinta (25).
O delegado titular da 21º DP (Bonsucesso), José Pedro Costa da Silva, disse que, no domingo (21), o jogador do Vasco e Dayana foram sequestrados e torturados por traficantes. De acordo com a polícia, os dois teriam sido flagrados juntos na Favela Salsa e Merengue. De lá, teriam sido levados a uma casa no Morro do Timbau, onde foram agredidos. O jogador nega a versão
.