5 de abril de 2013

JAPAO


Sistema de refrigeração da central nuclear de Fukushima volta a funcionar

Tóquio, 5 abr (EFE).- A operadora da usina nuclear de Fukushima Daiichi, Tokyo Electric Power (TEPCO), anunciou nesta sexta-feira que conseguiu reativar o sistema de refrigeração das piscinas de armazenamento de combustível usado do reator 3, que havia apresentado falhas poucas horas antes, no segundo incidente deste tipo em menos de três semanas.

De acordo com a TEPCO, o problema do sistema de refrigeração foi solucionado às 5h20 (de Brasília), menos de uma hora depois da falha ter sido registrada. Além disso, o operador confirmou que não detectou nenhum tipo de fuga radioativa por causa do desligamento do sistema.

O incidente de hoje ocorre semanas depois que um problema na provisão de energia desativasse os sistemas de refrigeração das piscinas de combustível usado das unidades 1, 3 e 4, evidenciando a vulnerabilidade da usina, que o governo decretou em estado de "parada fria" em dezembro de 2011.

As piscinas, que armazenam centenas de barras de combustível nuclear gasto a altíssimas temperaturas, devem ser mantidos refrigerados com sistemas de circulação de água para evitar que o líquido em seu interior se evapore e que as barras possam emitir radiação à atmosfera.

Em entrevista à agência japonesa "Kyodo", o presidente de TEPCO, Naomi Hirose, que participava de um comitê parlamentar quando o incidente foi divulgado pela imprensa japonesa, afirmou que a companhia averiguará a causa desta nova falha e apresentará soluções o mais rápido possível.

O terremoto e o tsunami de 11 de março de 2011 provocaram na usina nuclear de Fukushima o pior acidente nuclear desde o de Chernobyl, em 1986, o que forçou a evacuação de milhares de pessoas que viviam em torno da central e afetou gravemente a agricultura, pecuária e pesca da região.