23 de abril de 2013


Exame de DNA comprova autoria de estupro de estudante morta em AL


Rubens da Silva é pontado como autor do estupro.
Suspeito teria confessado assassinato da estudante, segundo a polícia.

Rubens Soares da Silva foi encaminhado para o hospital.  (Foto: Divulgação/Polícia Militar)


O resultado de um exame de DNA recebido pelo Instituto de Criminalística (IC) na manhã desta terça-feira (23), comprova que Rubens Soares da Silva estuprou Eliene da Silva Nunes. A estudante de enfermagem foi morta no último dia 28 de março, no município de Olho D'Água das Flores, no Sertão alagoano.
Segundo o diretor do IC, José Cavalcante, o exame foi requerido pelo delegado responsável pela investigação do caso. Com a autorização da justiça,  uma perita criminal esteve no Hospital Regional Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santa do Ipanema, onde Rubens estava internado, após ter sofrido abuso por outros detentos. Ela recolheu uma amostra de sêmen. O material foi comparado ao que foi encontrado durante o exame de necropsia realizado em Eliene, no laboratório de DNA Forense da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).
“Com o resultado positivo, ficou totalmente comprovada a participação dele no estupro e no assassinato da vítima”, afirmou Cavalcante.
Na tarde desta terça, o resultado será encaminhado ao diretor de Polícia Judiciária da Área 1 (DPJA-1), delegado Robervaldo Davino, e posteriormente à delegacia distrital de Olho D'Água das Flores. A análise será anexada ao inquérito policial e remetida à Justiça.
Relembre o caso
O corpo de Eliene foi encontrado em um terreno baldio no último dia 28 de março, apresentando marcas de golpes de arma branca próximo ao pescoço. Ela estava nua e também apresentava sinais de luta física e estupro. Rubens Soares da Silva é réu confesso do crime e se encontra detido.