8 de abril de 2013

ESPORTES


Rodada confirma grandes paulistas e elimina cariocas nos Estaduais

Enquanto Corinthians e Palmeiras carimbaram vaga, Flamengo e Vasco estão fora
Corinthians 450


O fim de semana foi antagônico para torcidas de grandes paulistas e cariocas. Enquanto Corinthians e Palmeiras venceram e garantiram suas vagas, Flamengo e Vasco amargaram a eliminação prematura da Taça Rio. 

Quem teve mais tranquilidade para conseguir sua vaga foi o Corinthians. Com gols de Jorge Henrique e Guerrero, o Timão passou pelo São Bernardo e chegou aos 32 pontos, assumindo a quinta posição e se garantindo na fase decisiva do Paulistão. 

O Palmeiras teve mais dificuldade, mas venceu a até então invicta Ponte Preta e também está confirmado na fase decisiva. O Verdão vinha de um momento ruim, mas triunfos sobre Tigre-ARG e Macaca, aliviaram a pressão sobre o técnico Gilson Kleina. 

As duas equipes se juntam à própria Ponte Preta, Mogi Mirim, São Paulo e Santos entre os classificados, restando apenas duas vagas em disputa. 

Se os paulistas tiraram a corda do pescoço, o mesmo não pode se dizer de potencias cariocas. Flamengo e Vasco fizeram péssima campanha na Taça Rio e perderam a chances de título estadual. 

O Rubro-Negro decepcionou mais uma vez e apenas empatou com o Duque de Caxias, chegando aos 5 pontos. Como vice-líder do grupo, Resende, já tem 12 e restam apenas 2 rodadas, a equipe da Gávea está matematicamente eliminada. 

Já o Vasco entrou em campo para pegar a Friburguense já eliminado e com muitos protestos de seus torcedores. Nem mesmo a vitória evitou a eliminação do Cruz-Maltino, que agora pensa na Copa do Brasil.


Muricy apresenta melhora e recebe alta

Técnico do Santos estava internado com um quadro de diverticulite

Muricy 450

O técnico Muricy Ramalho recebeu alta da unidade do Morumbi do Hospital São Luiz na manhã deste domingo (7). De acordo com o boletim médico divulgado, o treinador do Santos "apresentou boa evolução clínica do quadro de diverticulite", mas "continuará em acompanhamento clínico".
Muricy realizará tratamento do médico-cirurgião Alexander Morrell, segundo o boletim médico, contra a diverticulite - uma inflamação dos divertículos presentes no intestino grosso que se manifesta com mais frequência entre as fibras musculares das paredes deste órgão.
O treinador do Santos foi internado na manhã da última sexta-feira, reclamando de dores abdominais. No hospital, então, se constatou o quadro de diverticulite. Antes disso, Muricy dirigiu o Santos normalmente na noite da última quinta-feira, no empate por 1 a 1 com o São Caetano, pelo Campeonato Paulista, e em seguida ainda concedeu entrevista coletiva no Pacaembu.

A melhor meia maratona da vida da metade que sobrou de Nelton Araújo


Depois de perder metade de seus 130kg, o historiador completa a Golden 
Four do Rio de Janeiro entre os cem primeiros colocados, com 1h19m30s


nelton araújo (Foto: André Durão)

Quem vê o Nelton cruzando a linha de chegada com seus 65km custa a acreditar, mas ele já pesou no mínimo o dobro disso. A falta de precisão se justifica pela ausência de provas. Nem ele tem certeza qual foi o máximo que a balança marcou
- Gordo não tira foto nem se pesa. Tenho registros de que estava com 130 quilos, mas alguns amigos dizem que eu já estava emagrecendo nessa época - contou.
Era janeiro de 2007 e o professor de história estava feliz aos 26 anos. Não tinha problemas graves de saúde ou grandes crises de autoestima, mas quando se olhou no espelho tomou um susto.
- Decidi que iria cuidar mais de mim e que aquele peso não cabia em meus 1,71m de altura. No começo, corria dois minutos e caminhava um minuto, e isso já era uma tortura! - lembrou.
Em 2008, correu dez minutos consecutivos pela primeira vez e topou o convite de um amigo para uma prova de 5km dali a poucos meses. O primeiro treino na rua não foi nada promissor.
- Fui correr ao redor do estádio do Engenhão com a minha mãe, sob um sol de 40ºC e sem tênis próprio - disse.
Manteve uma dieta equilibrada e foi se livrando rápido do peso excedente. Na estreia em provas de rua, uma surpresa: por baixo de toda a gordura se escondia um imenso potencial.
- Corri os 5km em 22 minutos, mas não tenho registro, pois cheguei atrasado e perdi a largada oficial. Desde então sou um "nerd das corridas" - disse o professor, que lê tudo sobre o tema.
istoriador com mestrado em Política, Nelton tem uma rotina longe do ideal. Acorda diariamente às 4h50m da manhã e pega duas horas de trânsito para chegar à Escola Municipal Manuel Porto Filho em Paciência, zona oeste do Rio de Janeiro. Passa dez horas na sala de aula e encara mais duas horas de trânsito para treinar com a equipe Filhos do Vento no Leblon, na zona sul.
- Quando volto ainda tenho que arrumar a casa e fazer comida para levar no dia seguinte, já que sigo uma dieta rigorosa, sem refinados, glúten e açúcar. Antes de correr como batata doce ao invés de pão- contou.
E nesse ritmo, já correu dezesseis meias maratonas, incluindo cinco etapas do

Precariedade na Bolívia 


assusta, e deputados '


assumem' caso Oruro



Após passagem pelo país onde estão presos os 12 corintianos suspeitos da morte de Kevin, comitiva toma à frente na organização do processo

Encontro com autoridades do judiciário boliviano, conversa com o presidente do país, Evo Morales, pressão no Ministério Público, reunião com os 12 corintianos presos e com os pais de Kevin Beltrán Espada... A passagem da comitiva de seis deputados brasileiros pela Bolívia foi intensa. Em todos os aspectos. Tanto que o grupo assumiu a liderança desse processo de pressão para libertar os torcedores.

Presos desde o dia 20 de fevereiro na Penitenciária San Pedro, em Oruro, os 12 corintianos são suspeitos de participação na morte do menino Kevin Beltrán Espada, de 14 anos, atingido por um sinalizador no empate do Corinthians com o San José, por 1 a 1, na Libertadores. No Brasil, porém, o menor H.A.M., de 17 anos, assumiu a autoria do disparo que atingiu o garoto.

A demora da justiça boliviana em aceitar o depoimento do menor como parte do processo e a negativa do pedido de liberdade provisória fez com que o governo brasileiro fosse acionado. Principalmente depois das seguidas notícias divulgadas sobre a situação complicada que eles vivem na prisão. Confiante na inocência dos torcedores, os deputados federais resolveram