11 de abril de 2013


Comissão vai 'de vento em popa', mas é 'vazia de projetos', diz Feliciano


Tumulto voltou a marcar sessão da Comissão de Direitos Humanos.
Deputado transferiu reunião para sala fechada para evitar manifestantes.

O deputado Marco Feliciano (PSC-SP)  gesticula para manifestantes durante reunião da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. (Foto: Pedro Ladeira/Frame/Estadão Conteúdo)

O deputado Marco Feliciano (PSC-SP) afirmou nesta quarta (10), após o encerramento de reunião da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, da qual é presidente, que a comissão está indo "de vento em popa", embora ele mesmo afirme que é "vazia de projetos".
Devido ao tumulto (veja no vídeo abaixo) provocado pela presença de ativistas pró e contra Feliciano, o deputado transferiu a sessão da comissão para uma sala fechada, já que os parlamentares não conseguiam falar devido às manifestações. O presidente da comissão é contestado em razão de declaração interpretadas como racistas e homofóbicas e rejeitou apelo de líderespartidários para que renunciasse.
Após o término da reunião, Feliciano afirmou que já esperava a ocorrência de tumulto com a presença de manifestantes.