24 de abril de 2013


CÂNCER DE PÊNIS
Sinônimo e nome popular:
Tumor de pênis, ferida no pênis.
O que é?
Câncer de pênis é um tumor maligno relativamente raro que acontece quase sempre em pacientes com fimose.
Como se adquire?
Pacientes com hábitos higiênicos precários, baixa renda e menor nível social, sem condições de exteriorizar adequadamente a glande.
As secreções retidas em torno da glande são o fator cancerígeno mais provável.
Como se faz o diagnóstico?
A suspeita diagnóstica surge em pacientes com história de úlceras penianas com cheiro forte de esmegma, resistente a vários tratamentos tópicos.
A confirmação diagnóstica é feita pelo exame anatomopatológico da lesão.
O carcinoma epidermóide é o tumor mais freqüente incidindo entre 75% a 90% dos casos.
Como se trata?
O paciente deve ser estadiado para se conhecer a extensão da doença. O tratamento é cirúrgico, devendo se extirpar a lesão com margem de segurança de 2 cm. Os gânglios regionais também devem ser extirpados.
Os casos mais avançados são tratados com quimioterapia.
Como se previne?
Esse tumor pode ser evitado com hábitos adequados de higiene.
As crianças portadoras de fimose devem ser operadas para se ter condições de limpeza da glande.
O carcinoma não ocorre em judeus que se submetem a circuncisão nas primeiras semanas de vida.
Essa constatação vem reforçar a hipótese de que o acúmulo de esmegma exerceria uma ação irritativa no local, o que favoreceria o desenvolvimento do tumor.
Perguntas que você pode fazer ao seu médico