18 de abril de 2013


Bebê prematuros podem ter menor capacidade mental

capa_prematuro

Na Finlândia, Universidade de Helsinki, foi realizada um pesquisa sobre os nascidos vivos prematuros.
O resultado foi o seguinte:
  • Nascidos vivos prematuramente não causa nenhum dano sério de deficiência metal, mas tende a diminuir a capacidade conforme os anos se passam.
Foram 208 jovens adultos finlandeses que realizaram os testes, sendo que sua metade haviam nascido com no máximo 1,5 kg, recuperaram e sobreviveram, e concluíram que estes teriam menores índices de atenção, memória, QI baixo e afins.
Nos Estados Unidos e na Europa, está em teste um novo tipo de educação suplementar para pessoas que apresentam dificuldades cognitivas, chamado de “educação remedial”, é concebido para ser aplicado depois do Ensino Médio, e era a mesma faixa etária dos participantes da pesquisa da Finlândia.
A equipe que conduziu o teste recomenda, além disso, que os pais de bebês nascidos com baixo peso procurem especialistas, que possam ajudar a estimular o cérebro dos filhos, ainda na primeira infância.