10 de abril de 2013


Avô é suspeito de estuprar neto de 4 anos enquanto dormia em Ribeirão

Delegada espera laudo do exame de corpo de delito para convocar suspeito.
Mãe do garoto alega que foi estuprada pelo pai quando criança, diz polícia.

A Delegacia de Defesa da Mulher de Ribeirão Preto (SP) investiga um homem de 60 anos suspeito de estuprar o próprio neto, de 4 anos, enquanto dormia. O crime teria acontecido na madrugada de domingo (7), mas o idoso nega as acusações. A delegada Maria Beatriz Campos Moura informou que aguardará o resultado do exame de corpo de delito para ouvir o depoimento da família. O laudo não tem data para ser divulgado.
Segundo informações da Polícia Civil, a avó da criança, uma auxiliar de serviços de 43 anos, e mãe do menino, uma estudante de 19 anos, decidiram prestar queixa contra o suspeito na tarde do domingo.
Em depoimento, a avó disse que o garoto acordou durante a madrugada enquanto era estuprado e pediu em vão para que o avô parasse. A família soube do caso pela manhã, quando o menor acordou chorando e reclamando de dores.
Ainda de acordo com a polícia, a mãe do menino, filha do suspeito, teria relatado que também foi estuprada pelo pai por diversas vezes entre os 5 e os 13 anos, mas nunca teve coragem de denunciá-lo. O avô também prestou depoimento e negou as acusações. Ele foi liberado porque não houve flagrante.
O garoto foi submetido a exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Ribeirão. Para a delegada, ainda é precoce confirmar o estupro e não há necessidade de solicitar a prisão preventiva do suspeito. "Preciso ver o laudo, conversar com a família e obter mais