10 de abril de 2013


Aluno que feriu 14 a facadas no Texas planejou ataque, diz polícia

Dylan Quick, 20, foi preso após ataque em campus próximo a Houston.
Dois dos feridos continuavam hospitalizados em estado grave.

Dylan Quick, à direita, é levado após ser interrogado por policias nesta terça-feira (9) em Houston (Foto: AP)

Feridos são socorridos nesta terça-feira (9) após incidente em campus na região de Houston, no Texas (Foto: AFP)


O estudante que feriu 14 pessoas em um ataque com arma branca na terça-feira em um campus no Texas foi identificado como Dylan Quick, de 20 anos, segundo as autoridades locais.
Ele foi processado por três agressões com agravantes pelo ataque, ocorrido na escola Lone Star College, em Cypress, subúrbio de Houston.
Dois dos 14 feridos continuavam hospitalizados em estado grave após o ataque.
Quick disse à polícia que sempre teve vontade de cometer o crime, e que estava planejando o ataque havia algum tempo.
O incidente ocorreu por volta das 11h20 locais. Quick feriu ao menos 14 pessoas antes de ser detido por colegas e entregue às autoridades, segundo a polícia.
Robert Rasa, porta-voz dos bombeiros, disse que vários feridos recusaram atendimento no local do incidente.
A polícia desmentiu a existência de um segundo agressor, que havia sido divulgada inicialmente.
O aluno Michael Chalfan, que testemunhou o incidente, disse que conhecia o suspeito, a quem classificou de "excêntrico", mas disse que ele não parecia agressivo.
Outros ataques
O ataque ocorreu três meses após um outro campus da instituição ter sido palco de um tiroteio que deixou três feridos.
O incidente desta terça se soma a vários outros ataques em escolas nos EUA no ano passado, incluindo o massacre de 20 crianças numa escola primária de Connecticut, em dezembro.