25 de março de 2013


Mutilação genital feminina vem caindo no mundo; conheça os países mais agressivos

Dados das Nações Unidas indicam uma queda no número de mulheres mutiladas, mas estima-se que ainda hoje existam 120 milhões de meninas e mulheres mutiladas pelo mundo O número de meninas e mulheres submetidas à mutilação genital feminina diminuiu 32% em 30 anos, segundo dados divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU) nesta quarta-feira (6), Dia Mundial de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina. 

Os números mostram que as novas gerações são menos vulneráveis a essa prática, considerada pela ONU uma violação dos direitos humanos.   

Em 29 países da África e do Oriente Médio, onde se concentra a mutilação genital feminina, 36% das meninas entre 15 e 19 anos foram mutiladas, em média. Já entre as mulheres de 45 a 49 anos, esse número chega a 53%, o que indica que as novas gerações estão menos sujeitas à prática. 

Apesar da redução, estima-se que existam hoje 120 milhões de meninas e mulheres mutiladas no mundo. Saiba mais a seguir sobre a mutilação genital feminina e conheça os países que mais recorrem a essa prática