25 de março de 2013


Governo federal decreta estado de emergência em Petrópolis

Humberto Viana, Secretário Nacional de Defesa Civil, reconheceu situação.
Presidente Dilma Rousseff estárá na cidade nesta segunda-feira (25).

                                                    

O Secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana, publicou no Diário Oficial a Portaria de nº 40, decretando o estado de emergência em Petrópolis, Região Serrana, após a chuva do último fim de semana, que deixou 33 mortos. O ato ocorreu neste último domingo (24), dia em que a tragédia completou uma semana.
Com a melhora no tempo, técnicos da Defesa Civil puderam sobrevoar áreas atingidas pela tempestade e ter um panorama geral dos estragos. Segundo um levantamento feito pela prefeitura do município, mais de mil pessoas permanecem desalojadas, e pelos menos 15 mil famílias ainda se encontram em áreas consideradas de risco.
Confira, na íntegra, a nota publicada no Diário Oficial:
"PORTARIA Nº 40, DE 22 DE MARÇO DE 2013
Reconhece situação de emergência por procedimento sumário no Município de Petrópolis-RJ.
O SECRETÁRIO NACIONAL DE DEFESA CIVIL, com base no Decreto nº 7.257, de 04 de agosto de 2010, Art. 7º, § 3º, no uso da competência que lhe foi delegada pela Portaria Ministerial nº 1.763-A, de 07 de novembro de 2008, publicada no Diário Oficial da União, Seção 2, de 23 de dezembro de 2008, e Considerando o Decreto Municipal nº 039, de 19 de março de 2013, de Petrópolis, Considerando ainda as demais informações constantes no processo nº 59050.000270/2013-09, resolve:
Art. 1º Reconhecer, em decorrência de deslizamentos de solo e/ou rocha, COBRADE: 1.1.3.2.1, a situação de emergência no Município de Petrópolis.
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação.
Cães farejadores auxiliaram nas buscas pelos desaparecidos (Foto: Felipe Carvalho)
Dilma Rousseff vai a Petrópolis
A presidente Dilma Rousseff, assim como o governador do Estado do Rio, Sérgio Cabral, deve ir a Petrópolis nesta segunda-feira para a missa de sétimo dia das vítimas da tragédia. Eles também se reunirão com autoridades para definir quais medidas serão tomadas para evitar outras mortes.
O evento está marcado para as 17h, na Catedral Metropolitana, no Centro.