6 de março de 2013


Felipão chama Kaká e Diego Costa. Ronaldinho fica fora de amistosos

Atacante do Atlético de Madri é a principal surpresa da lista para jogos com Itália e Rússia. Meia do Real retorna à Seleção na vaga de craque do Galo


O técnico Luiz Felipe Scolari convocou nesta terça-feira a Seleção para os amistosos contra a Itália, em Genebra (Suíça), no dia 21, e a Rússia, em Londres (Inglaterra), no dia 25. O meia Kaká, do Real Madrid, e o atacante Diego Costa, do Atlético de Madri, são as novidades.Ronaldinho Gaúcho, do Atlético-MG, está fora.
- Kaká está sendo convocado dentro da igualdade que eu vou dar a todos os jogadores. Todos vão ter um, dois jogos no mínimo, nas mesmas posições e depois eu escolho - disse Felipão.
Na estreia do treinador, o Brasil perdeu por 2 a 1 para a Inglaterra em 6 de fevereiro, no estádio de Wembley. A CBF tem ainda mais três amistosos marcados antes da Copa das Confederações, mas esta foi a última convocação com atletas que atuam no exterior. No dia 24 de abril, a Seleção pega o Chile, no Mineirão, somente com jogadores que atuam no país. Depois, já com o grupo do torneio-teste da Copa do Mundo, o time de Felipão terá pela frente Inglaterra (2 de junho, no Maracanã) e França (9 de junho, na Arena do Grêmio) pela frente.
Em relação à primeira convocação do treinador, as novidades são: Dedé (Vasco), Diego Cavalieri (Fluminense), Diego Costa (Atlético de Madri), Fernando (Grêmio), Kaká (Real Madrid), Luiz Gustavo (Bayern de Munique), Thiago Silva (PSG) e Marcelo (Real Madrid). Hernanes (Lazio), que havia sido chamado, ficou fora da derrota para os ingleses por lesão. Estão fora agora Adriano (Barcelona), Ronaldinho (Atlético-MG), Luis Fabiano (São Paulo), Leandro Castán (Roma), Miranda (Atlético de Madri), Diego Alves (Valencia) e Arouca (Santos)
Kaká não atua pela Seleção desde 14 de novembro de 2012, quando foi titular no empate de 1 a 1 com a Colômbia. Convocado pela primeira vez para vestir a amarelinha, Diego Costa tem 24 anos e está no Atlético de Madri desde 2010. Nascido no Sergipe, o atacante nunca atuou profissionalmente no Brasil e já passou por clubes como Braga (Portugal), Celta, Valladolid e Rayo Vallecano (Espanha).
- Venho observando o Diego desde que assumi a Seleção, com detalhes que coletei nos últimos jogos e com técnicos europeus com que tenho contato. Ele merece essa oportunidade para que possamos observá-lo, e tem uma característica importante para o grupo:, é muito forte, sabe guardar posição, luta muito mais do que é imaginado - explicou o treinador.
A comissão técnica e os jogadores vão se reunir em Genebra no dia 18. No dia seguinte, Felipão fará a primeira atividade antes do duelo contra os italianos, no dia 21, às 16h30m (de Brasília), no Estádio de Genebera. Quatro dias depois, a equipe canarinho vai encarar a Rússia, em Londres, às 16h30m (de Brasília).