30 de março de 2013


Coreia do Sul não nota movimento de tropas norte-coreanas após ameaça

Coreia do Norte informou ter entrado em 'estado de guerra' com rival do Sul.
Seul disse estar pronta para se defender; Rússia pediu moderação.

A Coreia do Sul não detectou neste sábado (30) movimentos incomuns nas tropas da Coreia do Norte, depois que o país comunista
As Forças Armadas sul-coreanas, que há semanas mantêm uma estreita vigilância sobre a Coreia do Norte devido às repetidas e crescentes ameaças do regime de Kim Jong-un, não detectaram nas últimas horas ações de relevância no país vizinho, disse uma fonte militar à agência local "Yonhap".

"Nosso Exército mantém uma completa preparação para não deixar pontos cegos na proteção da vida e a integridade dos cidadãos da Coreia do Sul", informou a Defesa em comunicado
O Ministério da Defesa de Seul emitiu um comunicado no qual denunciou a "ofensiva" retórica norte-coreana como uma série de "ameaças inaceitáveis" que "prejudicam a paz e a estabilidade na península" e reiterou seu compromisso de responder com dureza a um hipotético ataque do vizinho.