29 de março de 2013


Bombeiros aguardam aviões para ajudar no combate a fogo no Taim, RS

Incêndio já destruiu mais de 1,4 mil hectares da estação no Sul do estado.
Polícia Rodoviária Federal pode interditar rodovia que cruza a reserva.


Fogo já atingiu uma área de 700 hectares na Estação Ecológica do Taim (Foto: divulgação/ICMBio)

Os bombeiros que tentam controlar o fogo que já destruiu mais de 1,4 mil hectares da Estação Ecológica do Taim, na Região Sul do Rio grande do sul esperam ainda a chegada de dois aviões de grande porte da Bahia para ajudar a apagar o incêndio na reserva. Por enquanto, o combate é feito em dois aviões agrícolas que suportam 700 litros de água cada. Henrique Ilha, que coordena a área, deve sobrevoar a área na manhã de sexta-feira (29) e a tendência é que a área atingida aumente bastante. As chamas já duram quase 60 horas.
Os aviões, que devem iniciar os trabalhos de combate às chamas na sexta-feira (29) segundo Henrique Ilha, têm capacidade para 2 mil litros de água cada. O incêndio atinge uma área de difícil acesso, onde só é possível chegar de avião ou de helicóptero. A faixa de terra entre a Lagoa Mirim e o Oceano Atlântico, onde está a reserva, é formada por muitos banhados que dificultam o acesso das equipes por terra.
Apesar disso, cinco bombeiros foram deslocados de Rio grande para a reserva. Eles se juntam aos 14 homens que fazem parte da reserva de incêndio da estação ecológica. Caso o fogo avance para áreas mais secas, eles poderão combater manualmente o incêndio.
Animais de pequeno porte, como roedores e invertebrados, devem ser os mais atingidos, pois o fogo se concentra em uma área com grande quantidade de folhas secas e água por baixo. A suspeita é de que o incêndio teria sido provocado por um raio na manhã de terça-feira (26).
A Polícia Rodoviária Federal deslocou uma equipe para avaliar se existe a necessidade da interdição da BR-471. Devido ao incêndio, que já dura quase três dias, a fumaça prejudica a visualização dos motoristas.
"Nós deixaremos uma equipe de emergência para acompanhar esse caso e pedimos aos motoristas muita cautela ao trafegar por esse trecho", disse Mário Zanini, inspetor-chefe da PRF. A rodovia BR-471 também deverá ser utilizada para pouso dos aviões que vêm da Bahia.
A reserva do Taim abrange uma área de 34 mil hectares, entre os municípios do Rio Grande e de Santa Vitória do Palmar. A estação fica em uma faixa de terra localizada entre a Lagoa Mirim e o Oceano Atlântico, próximo ao Arroio Chuí, na fronteira do Brasil com o Uruguai.
Criada em 1986, a reserva do Taim fica entre Rio Grande e Santa Vitória do Palmar e é considerada, pelo Ministério do Meio Ambiente, uma das estações ecológicas mais importantes do país.